hipertensão

Hipertensão: o que é e como tratar?

De acordo com pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde brasileiro, a hipertensão arterial foi a causa de 49 mil mortes no país em 2017. Além disso, ela é uma das doenças que mais afetam a população mundial.

Nesse texto, você vai entender mais sobre essa condição, conhecer os seus sintomas, descobrir como é causada e como é o tratamento. Ficou interessado? Então, continue a leitura.

O que é a hipertensão arterial?

Conhecida popularmente como pressão alta, é uma doença crônica que se caracteriza pela elevação da pressão sanguínea nas artérias. O seu diagnóstico é confirmado quando o paciente apresenta os valores dessa pressão iguais ou superiores a 140/90 mmHg.

A hipertensão arterial é reconhecida como uma doença democrática, pois pode acometer homens, mulheres, crianças, adultos e idosos. Para que todo o corpo seja abastecido, o sangue bombeado pelo coração exerce uma força natural contra a parede interna das artérias.

Quando há um estreitamento nas artérias, o bombeamento precisa ser mais intenso para impulsionar o sangue e retorná-lo para o coração. Esse aumento da pressão interna faz com que o coração se dilate e danifique as artérias.

Os valores da nossa pressão sanguínea variam durante o dia. Eles tendem a ser maiores quando estamos em atividade e reduzem quando dormimos ou relaxamos. Um paciente é considerado hipertenso, quando alcança, em repouso, os valores acima citados.

Quais são os sintomas?

Essa patologia faz parte do grupo das doenças silenciosas. Isso porque, na maioria dos casos, ela é assintomática. Apenas nos casos críticos, o paciente pode apresentar alguns sintomas. 

Os mais comuns são dor de cabeça, falta de ar, visão borrada, zumbido no ouvido, fraqueza, sangramento nasal, tontura e dor no peito. 

Além disso, os hipertensos estão mais predispostos a adquirir algum problema vascular, como por exemplo, um acidente vascular cerebral (AVC), infarto, doenças renais, alterações na visão e disfunção erétil.

Como é causada?

De acordo com o Ministério da Saúde brasileiro, em 90% dos casos a hipertensão é herdada dos pais. Porém, essa condição pode ser influenciada pela presença de alguns fatores, tais como:

  • Tabagismo;
  • Obesidade;
  • Sedentarismo;
  • Consumo abusivo de álcool;
  • Estresse;
  • Consumo elevado de sal;
  • Altas taxas de colesterol;
  • Pessoas de raça negra;
  • Pacientes de diabetes;
  • Idosos.

Como é o tratamento?

O tratamento dos hipertensos começa com uma mudança no estilo de vida. Na maioria dos casos, o paciente apresenta algum dos fatores de riscos associado ao sedentarismo, tabagismo ou obesidade.

A mudança de hábitos passa pela perda de peso, parar de fumar, ter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos. 

Em alguns casos, o paciente também precisa fazer uso de medicamentos que ajudam a tratar a pressão sanguínea. Geralmente, os medicamentos são diuréticos, inibidores de angiotensina, bloqueadores dos canais de cálcio, de beta e IECAs.

O acompanhamento médico também é fundamental, principalmente, se o indivíduo portar alguma outra doença associada à pressão alta. 

O foco do tratamento sempre será evitar que a pressão ultrapasse os valores de 120/80 mmHG. O controle da pressão sempre é possível de alcançar, desde que o tratamento seja realizado.

É importante estar atentos aos sintomas da hipertensão arterial e procurar um médico, caso perceba algo diferente.  Quer saber mais? Clique no banner!

O que deseja encontrar?

Compartilhe

Share on facebook
Share on linkedin
Share on google
Share on twitter
Share on email
Share on whatsapp